sábado, 26 de dezembro de 2009

Crescimento real do salário mínimo após o Plano Real

Ouve-se comumente dizer que o crescimento real do salário mínimo começou com o Presidente Lula, o que não é verdade, embora ele tenha concedido um aumento bem maior que o Presidente Fernando Henrique.

Na realidade, o início da expansão do salário mínimo se verificou um pouco antes do Governo Fernando Henrique, em julho/94, com a edição do Plano Real. Entre a data referida e dezembro do mesmo ano, o salário mínimo cresceu 5,7% em termos reais.

De julho de 1994 até o final do segundo Governo Fernando Henrique, em 2002, o salário mínimo cresceu 44,5% em termos reais. No Governo Lula, considerando já o aumento de janeiro de 2010, o crescimento será de 67%. No total, desde o início do Plano Real, o crescimento real do salário mínimo foi de 141,4%.

Os anos de maiores crescimento do salário mínimo foram em 1995 (11,3%), 2001 (9,1%), 2006 (14,1%) e 2009 (10,3%), conforme se verifica na Tabela abaixo.



O aumento do salário mínimo, junto com a expansão do crédito e o desenvolvimento tecnológico, que tornou acessível às classes mais pobres produtos antes só adquiridos pela classe média e alta, foram os responsáveis pelos bons índices de crescimento da economia brasileira. É claro que o mercado externo também influiu, e muito.

Como tudo no mundo tem dois lados, o crescimento real do salário mínimo foi um dos responsáveis pelo crescimento do déficit do Regime Geral da Previdência Social, e a expansão do crédito pode ter algumas implicações futuras.
Nada que não possa ser administrado.

Nenhum comentário: